Como reconhecer a osteocondrose torácica: sintomas e tratamento

Uma doença como a osteocondrose torácica é bastante comum, mas é muito menos comum do que outras formas desta doença. A princípio segue sem sintomas pronunciados, portanto, é diagnosticada com mais frequência de forma complicada, quando a dor torna-se palpável.

O início da osteocondrose torácica

Na medicina moderna, os motivos que provocam a osteocondrose do tórax ainda não foram estabelecidos. Embora existam fatores cuja influência é considerada causa indireta da ocorrência. Eles são os seguintes:

  1. Hereditariedade. Se os parentes mais próximos forem suscetíveis a tal doença, é muito provável que mais cedo ou mais tarde ela se faça sentir. Por isso, ao coletar a anamnese, os médicos questionam sobre as doenças genéticas transferidas por parentes.
  2. As mudanças pelas quais o corpo passa como resultado do crescimento e do envelhecimento. Os discos intervertebrais inevitavelmente sofrem metamorfoses, dependendo da redução dos tecidos hidrofílicos, uma diminuição na síntese de sulfato de condroitina.
  3. Lesões nas costas, recebidas uma vez ou que se transformaram em uma forma crônica. A última opção é inerente a atletas profissionais ou pessoas cujas atividades estão associadas a esforços físicos pesados.
  4. Distúrbios da microcirculação da coluna vertebral. Pode ser complicado por aterosclerose.

A osteocondrose da região torácica tem muitos sintomas diferentes. Como todos os órgãos internos "dependem" da coluna, uma doença negligenciada pode causar danos ao fígado, rins, pâncreas, coração e doenças intestinais. Na maioria das vezes, a osteocondrose do tórax se faz sentir quando ocorre dor entre as costelas, sensações dolorosas durante a expiração e a inspiração, desconforto ao mover os braços para cima e ao dobrar o corpo.

A forma de osteocondrose é mais frequentemente determinada por dor entre as costelas, o que torna a respiração difícil. A dor é sentida muito mais forte à noite, com hipotermia, vibração, ao dobrar e virar o corpo. Freqüentemente, esses sintomas são chamados de doenças do coração; as diferenças são que, com as doenças da coluna, ocorrem sensações dolorosas que duram mais tempo, não são eliminadas pela nitroglicerina. Doenças do coração podem levar ao fato de a pressão começar a "pular", o que não ocorre com a osteocondrose.

Dorsago e dorsalgia

dor nas costas refletida com osteocondrose torácica

Dorsago é um início súbito de dor no peito. Na maioria das vezes, ela se manifesta nas pessoas que estão sentadas inclinadas há muito tempo.

Você pode observá-lo com uma subida acentuada após uma longa sessão. As sensações dolorosas são muito intensas - tanto que a respiração fica difícil. Há aumento da tensão muscular, levando à redução dos movimentos em várias partes da coluna.

A darsalgia não tem manifestações particularmente pronunciadas por 3 semanas. É acompanhado por sensações mais desagradáveis do que dolorosas. A dor intensa só pode ocorrer com suspiros profundos, voltas e curvas. Pode haver aumento da tensão muscular e rigidez na parte superior e inferior das costas.

Tal como acontece com a dor dorsal, a sensação de dor é exacerbada à noite.

Para eliminar a dor, é preciso caminhar um pouco.

Também podem ocorrer sintomas que dificultam o diagnóstico correto. Com uma doença do segmento superior do tórax, pode aparecer dor na faringe e no esôfago. Com a derrota da parte média da coluna, surgem sensações na área do hipocôndrio direito, que também é um sintoma de pancreatite, colecistite e outras doenças. Com a osteocondrose da região torácica inferior, ocorrem sintomas semelhantes aos da patologia intestinal.

No decorrer do estudo, os especialistas estabeleceram conexões entre as sensações de dor e a atividade física. Na maioria das vezes, a dor se manifesta após o almoço, intensifica-se à noite, mas diminui após uma noite de sono saudável. Não vale a pena atrasar o tratamento desta enfermidade, pois pode levar a patologias mais graves em outros órgãos e sistemas. O mais perigoso deles é a patologia cardiovascular, bem como as modificações distróficas do músculo cardíaco. A osteocondrose torácica pode causar disfunções do duodeno, distúrbios da motilidade intestinal.

Diagnóstico

O principal método diagnóstico utilizado para identificar a patologia da osteocondrose é o exame radiográfico. Esta patologia é caracterizada pelos seguintes sintomas:

  • movimentos degenerativos;
  • redução do canal vertebral;
  • redução da altura dos discos intervertebrais, formação de contornos irregulares;
  • crescimento ósseo;
  • a espinha muda de forma significativamente.

Em alguns casos particularmente difíceis, o uso de tomografia computadorizada é aceitável. Mas existe um grande risco de exposição à radiação durante este procedimento e, nesse sentido, se não houver necessidade urgente, é melhor abster-se de tal diagnóstico.

Ressonância magnética como forma de diagnosticar osteoconrose torácica

O neuropatologista também realiza pesquisas para determinar possíveis distúrbios do sistema nervoso. Os procedimentos incluem eletroneuromiografia e observação dos reflexos tendinosos. As observações cardiográficas são realizadas a fim de rastrear o grau de influência da doença no trabalho do coração. Tais estudos podem predeterminar o aparecimento de patologia isquêmica, será possível controlar a pressão.

Tratamento

Após o diagnóstico, o médico pode prescrever os seguintes medicamentos:

  1. AINEs. Eles são prescritos para eliminar a dor.
  2. É possível tomar corticosteróides, mas apenas em caso de dor forte. Se as sensações dolorosas não têm intensidade suficiente, sua eliminação é limitada ao uso de drogas não esteroidais.
  3. Diuréticos para aliviar o inchaço.
  4. As vitaminas B são usadas para estimular a circulação sanguínea.
  5. Os condroprotetores são prescritos para a regeneração da cartilagem afetada.

Os unguentos no tratamento desta forma de osteocondrose não têm a devida eficácia e são mais indicados para outros tipos de doenças. Para quem não confia ou simplesmente não é adepto dos métodos farmacológicos de tratamento, existem vários outros métodos que excluem o uso de medicamentos. Isso inclui acupuntura, eletroforese, laser, charuto, vácuo, terapia manual, massagem tradicional e ventosa. Para que esse tratamento seja eficaz, é imprescindível entrar em contato com especialistas especialmente treinados e com experiência nesta área. Métodos de tratamento corretamente selecionados ajudarão a estimular a circulação sanguínea, aliviar o espasmo muscular e aliviar a dor. A atividade física correta é necessária, incluindo ginástica corretiva e natação. A nutrição adequada é um fator importante na recuperação.

A osteocondrose de qualquer forma e da região torácica em particular é uma patologia muito desagradável. Quando os primeiros sintomas aparecem, é importante consultar um especialista em tempo hábil para que ele selecione o tratamento adequado. O atraso pode levar ao agravamento da doença.